9 de dezembro de 2009

Choque de realidade

... e observou como as pessoas eram frágeis e insignificantes. Com uma palavra perde-se um amigo, por um segundo, a vida.

- Mas você disse que tudo ficaria bem? – fez a cobrança entre soluços e lágrimas.

- Eu falei o que precisava ser dito naquele momento.

- Você mentiu... eu acreditei no que disse.

Tentou se aproximar para afagar seus cabelos, mas teve o gesto rejeitado.

- O tempo lhe ensinará que algumas mentiras, mentiras sinceras, devem ser usadas em momentos chaves, no decorrer da vida.

- Me recuso a acreditar nisso! Sempre aprendi a dizer a verdade, em qualquer circunstância. Ela me ensinou assim e é assim que deve ser.

- Vou te deixar acreditar nisso por mais alguns anos, essa fase da vida na qual pensamos que podemos mudar o mundo. Tenho saudades dessa minha época, eu era invencível... infelizmente a vida me fez crescer, e todos nós, mais cedo ou mais tarde, tomamos esse choque de realidade que nos arranca sonhos e ensina a mentir.

Consegui ver a ira no olhar dela, enquanto levantava e enxugava as lágrimas.

- Comigo vai ser diferente, se for desse jeito mesmo que descreve, então nunca vou crescer!

E começava ali sua transição, com a pior das mentiras: aquele que contamos para nós mesmos...

14 comentários:

Margarut disse...

Olá Bruna! Estou tentando "usar a net com moderação" rs...então não tenho aparecido muito, mas não pude deixar de comentar sobre este texto que me fez lembrar os ensinamentos que aprendemos quando criança; sempre falar a verdade sempre e, quando crescemos, percebemos que este ensinamento é válido, desde que não envolva "um BEM Maior" quando então, tudo passa a ser relativo! Não me canso de elogiar sua sensibilidade de poetisa! Beijos

karen Sheila disse...

Mentiras nem sempre vem para o mal, as vezes omitem verdades que irão machucar aqueles que se amam...aprendi isso quando era criança e nunca mais esqueci.

Saudade de Tú!

bjkas.

Marilda Ipuã disse...

Bruna cherry!

Sabedoria explicita neste seu texto.
Parabéns pela sensibilidade de mostrar, que a mentira nem sempre pode, mas se faz presente e a pior de todas é aquela que se transforma em verdade por e dentro de nós mesmos.

Anônimo disse...

E o choque vem na medida certa...
para a realidade de cada um....
momento único...........

Um sorriso !!!!!

Ane - RJ

lourdes disse...

É incrível, Bruna!
A tendência é sempre encontrar respostas para os últimos acontecimentos "dessa drupa de duas frantásticas" ao ler seus lindos textos, mas quer saber?
Meu Tico e Teco não têm alcance.
Não diria que mentiras são necessárias, mas ousaria dizer que na vida vale "boas mentiras", naõ...
A verdade deve prevalecer sempre, mas...por vezes... se faz necessário dizer e agir por conveniência. Nem sempre é conveniente "peitar" a verdade, mas ela é impossível, SEMPRE APARECE.

Um beijo bem querido e com muito carinho.

Anônimo disse...

Olá Bruna,
lembraste de mim?
Espero que sim.
Eu já deixei um comentario no teu outro blog.
Como vou ter fazer uma cirurgia à tiroide (retirar a tiroide) lembrei-me se tu terias uma lista actualizada dos medicamentos que não devem ser utilizados nos miastenicos como eu. Eu tenho uma mas já me cansei de procurar e não encontro e como a associaçao miastenicos de cá está indisponivel lembrei-me de te pedir ajuda.
Se não for pedir muito envia para o meu email:eduardacastro@netcabo.pt
Beijinhos e fica bem
saudades
Edu

Anônimo disse...

Realmente
Mentiras nem sempre vem para o mal, as vezes omitem verdades.
Aprendi que julgar, duvidar, ofender, denegrir tambem machucam e dizem que significa plantar e colher,e que as vezes a colheita machucam demais.., não é lindo...amei Beijos.

Rafinha disse...

Eu aprendi...
Que as palavras de amor perdem o sentido quando são usadas sem critério...
Que certas pessoas vão embora de qualquer maneira...
Que é difícil traçar uma linha entre ser gentil,não ferir as pessoas e lutar pelas coisas em que acredito.

bjs!
fica bem =)!

Anônimo disse...

Acho que você consegue sempre escreve mentiras por trás de verdades. Parabéns

nalvaclara disse...

Continuo na mesma tecla: adoro seus textos.

Uma perguntinha; O que é uma mentira sincera?

Adorei essa expressão pela confusão que entranha, mas o que danado é uma mentira sincera, menina?

Anônimo disse...

Querida Bruna, ótimo texto! Pois é, e assim segue a humanidade, com suas verdades e mentiras! Li uns livros e me inspirei para escrever umas coisinhas... entre o desejo e o desabafo:

Por que fugir??? (Fuga = é quando nos tornamos covardes, insensatos, ignorantes e fugimos de nós mesmos). Por que tanto orgulho??? (Orgulho = é quando a gente é uma formiga e quer convencer os outros de que é um elefante). Porque semear tanta raiva??? (raiva = é quando o coração bate ao contrário espargindo sucos venenosos). Por que não se encontrar com o verdadeiro espelho??? (espelho = é o encontro com aquele(a) que vemos, mas não queremos, muito menos acreditamos). Por que não usar de sinceridade ao menos consigo mesmo??? (sinceridade = é quando nos expressamos como se o outro estivesse do outro lado do espelho). Isso sim é ser um espelho... Por que viver nas sombras??? (sombras = são paisagens adormecidas, esquecidas de brilhar). Por que não reconhecer o passado??? (Passado = é pilar invisível do presente: quem o conhece sabe onde assentar o vigamento). Porque não procurar a serenidade??? (serenidade = é o estado superior de uma consciência tranquila e que não teme o tempo). Por que não buscar a simplicidade??? (simplicidade = é o comportamento de quem começa a ser sábio). Por que optar por ser sapo??? (sapo = é batráquio atolado no charco solicitando beijinho, achando que é Príncipe encantado). Por que não aprender a ser diamante??? (diamante = é uma pedra, una persona, um substantivo que brilha com luz própria). É tempo de procurar crescimento espiritual, de buscar a luz no final do túnel... (túnel = é oco escuro onde procuramos uma luz mínima, distante...). É chegada a hora de deixar de lado o status (status = é comprar uma coisa que você não quer, pra mostrar pra gente que você não gosta, uma coisa que você não é) e buscar a oportunidade (oportunidade = é quando você vai e encontra, procura e acha, nem bate na porta e ela se abre). Que tal deixar a juventude (juventude = é acharmos que podemos tudo, embora vivamos profunda crise de identidade) e lograr a maturidade??? (maturidade = é quando achamos que é e é mesmo). Façamos isso agora!!! (agora = é sinal de que você deve explodir - acontecer - neste momento, e depois recolher os cacos). É sempre tempo de dar uma volta no nosso próprio ser (volta = é uma curva que pode atingir 180 graus, mas nunca será o que foi).

Pois é, todos nós precisamos de reflexões e recomeços, mas convenhamos, os ‘sem noção’ precisam mais! kkkk....
Tenha um ótimo final de ano!
Bjos carinhosos
Isabel

Ps. Utilizei-me de trechos do livro "Ninguém é de ninguém", de Paulo Prado, e do capítulo "Vocabulário da Vida", do livro de Luiz Gonzaga Pinheiro, "O homem que veio da sombra".
Propriedade Intelectual... kkkk...

Anônimo disse...

“Não me dêem formulas certas,
Porque eu não espero acertar sempre...
Não me mostrem o que esperam de mim,
Porque vou seguir meu coração...
Não me façam ser o que não sou,
Não me convide para ser igual,
Porque sinceramente
Sou diferente!...
Não sei amar pela metade,
Não sei viver de mentiras,
Não sei voar com os pés no chão...
Sou sempre eu mesma,
Mas com certeza não serei a mesma sempre.”...
Clarice Lispector

Querida Bruna, que neste Natal, no decorrer de 2010 e no decorrer da vida, possamos não acertar sempre, mas seguir o coração, amando por inteiro, vivendo de verdades, voando ao tirar os pés do chão, mas principalmente, sendo diferente sem ser a mesma sempre! Que as dúvidas, inseguranças, medos e inquietações sejam molas propulsoras do crescimento e da aprendizagem. Que as pessoas e os sentimentos mesquinhos jamais impeçam de alçar vôo e transcender os horizontes. E, é claro, como disse o poeta, que possamos ser loucas e santas! (na medida certa...), pois esse é o maior encanto da nossa alma feminina, e quando temperado de caráter e carisma, valem mais que qualquer beleza efêmera deste mundo. Esse é o meu desejo de coração, na vida pessoal e profissional, pois embora não nos conheçamos, há uma identificação e um carinho por ti e pela Fran que sequer sei explicar. Não tenho essas coisas de tt, somente orkut e já acho muito, então essa é minha breve maneira de me comunicar e desejar coisas boas! E se um dia a vida me der a oportunidade de dar a vocês um presente egípcio em nome da minha afilhada (que sonha com isso), ficarei muito feliz.

Bjos a todos
Isabel

Biia disse...

Bruna, aqui é a Biia Paredes, sabe quem é ne?Eu to tentando me desacostumar com o PC e passar a usar menos ele, então fiquei um dias sem entrar na net e sem mandar meu e-mails pra você...rsrsrsrs mas hoje to dando uma passadinha aqui pra dizer que to com muitas saudades suas e da Fran mesmo!!O seu texto é lindo demais Bruna, me emocionou!
Bom, é isso, mas acho que vou passar aqui sempre pra deixar alguns recadinhos pra você!
Te amo muuuito e amo muito a Fran é claro também!
Que bom que a Fran ta se recuperando bem...
Muitas saudades de verdade, beijos da sempre fã, sou sua fã, já sabe né?!
Biia Paredes

Anônimo disse...

Bruna, sempre mando um recado para ti no blog da Fran, mas temnos que entender que a Bruna tem uma identidade própria que deve ser reconhecida pelos seus próprios méritos, por isso procurei seu blog para te desejar um FELIZ NATAL e um próspero ANO NOVO cheio de realizações profissionais como pessoais.
Sempre reconheci a grande profissional que existe do lado da Fran que brilha porque tem luz própria, mas precisa usá-la nos momentos certos e é aí que entra a grande profissional Bruna Presmic.
Menina, como vc escreve bem! Está de parabéns. Tenho certeza que teu sucesso não é passageiro. Vc é sensível e inteligente, ingredientes perfeitos de um grande ser humano.
Beijos,
Alrac