26 de novembro de 2009

Ruídos

"Não grite!" - orientou a voz suave.

"Os gritos trazem o desespero... " - continuou tranqüilamente.

Coloquei o mão na boca e fechei o semblante, pensando seriamente no que acabara de ouvir.

"Não grite!" - a ordem ecoava pelos meus pensamentos... “Será isso possível?”

"Não grite por dor, nem por raiva e muito menos de medo. Quando estiver com dor se concentre e medite, nada de berros; se é a ira que te aflige, sorria e conte até dez, vai ver que não vale a pena gastar a voz com briga; mas se vem do medo a vontade de gritar... cante, além de o espantar se sentira mais feliz. Evite o desespero, não grite!"

"Mas então eu nunca poderei gritar?" – questionei sem pensar.

"Guarde sua voz para quando chegar a hora de avisar a todos que você venceu e para comemorar! Aí sim, vale a pena gritar!"

14 comentários:

Carlos Augusto Matos disse...

Perfeito... Simples e perfeito... Nota 10... Já posso gritar?

karen Sheila disse...

Porq será q eu leio uma coisa e quando eu olho a foto eu entendo outra????heheheheh

Brunildaa o meu objeto de tortura dava pra usar ai...heheeh

bjkas

samylis disse...

Aah, adorei o post! Gosto bastante dos seus poemas.
Esse é muito bom, perfeito!
Bjos querida!
Sam, Maxine Belém.

samylis disse...

Ah, e esqueci de dizer! Adoooro esse tipo de texto que você escreve, por isso venho aqui pra lê-los ;)
Bjooos,
Fica com Deus!
Sam.

Rafinha disse...

ameiiiiiiii...agora sei q estava fazendo tudo certinho...nada de "gritos" sem necessidade...rs!
bjs!

Adoro muito tudo isso!

Fica bem =)!

karen Sheila disse...

Prontoooooooo as maxines de Belém todas aquiiiiii...falo logooooooo nada de puxa o saco viu, não deixoooo!!!!!!!!!!!!!!heheheh

Anônimo disse...

grande guerreira vc sabe o q e do q tá falando, eu sinto vc nos informando q tudo está dando certo e q ñ vale a pena querer ganhar a atenção no grito foi isso q eu entendi e concordo com vc literalmente tudo tem sua hora e vcs duas estão fazendo isso acontecer com uma dignidade impar,,sigam em frente

Luisa disse...

Noooooooossa, Bruna, adoro seus textos! Eu me identifico com esse teu jeito de escrever... Assim meio enigmático, sempre com uma mensagem subliminar... É claro que pode se tratar de algo totalmente seu, pessoal... Mas, pelas atuais circunstâncias,nós sempre teremos uma tendência a fazer interpretações voltadas ao seu trabalho com a Fran! Nesse sentido, torço cada vez mais para q vcs duas possam GRITAR MUITO NA HORA DA VITÓRIA! E aqui, quero deixar claro, que não falo de ninguém ter perdido ou ter sido derrotado... Não é essa a intenção... Falo das conquistas de vcs duas juntas... Como uma VITÓRIA PESSOAL E PROFISSIONAL... Boa sorte sempre!

Marcia disse...

Muito lindo Bruninha! É vc mesma que escreve? Se for meus parabéns!
Vou dar um grito de alegria...
aaaaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhhh
Bjs, me liga!

Anônimo disse...

Adorei!!! Tenho procurado agir assim na minha vida, e isso me trouxe bons frutos. Eu ando com um grito preso na garganta, mas ele só sairá em dezembro de 2010... quando concluirei um grande projeto de vida, ao qual tenho me dedicado dia e noite. Guardadas as devidas proporções, digamos que é como o seu projeto com a Fran, para que você possa imaginar a importância! Esse caminho de ascensão pessoal e profissional envovle muitas pessoas e é bastante íngreme, mas eu não queria que ele fosse fácil por nada nesse mundo... Tenho exemplos (e sei que vocês também...) do grande perigo quando logramos algo que achamos ser apenas pelo nosso mérito e esforço; como é fácil 'trocar os pés pelas mãos'... Pois bem, vamos gritar muito alto e forte junto com as pessoas maravilhosas que nos ajudaram a calar o grito quando era para calar, e que com certeza nos ajudarão a soltá-lo quando for para soltar. Enquanto isso, permanecerá preso na garganta. Por uma boa causa. Ao menos para mim. A consolidação de um projeto ainda não é o seu clímax, não é mesmo?!

Bjos a todos
Isabel

Anônimo disse...

OI !!!!!!!!!! BRUNA !!!!!!!!!!!

SUTILEZA..... delicadeza.....finura....sempre....

Postura normal, sem oscilações ou desvios, igualdade entre forças opostas...EQUILíBRIO...

Um sorriso !!!!

Ane - RJ

Anônimo disse...

Desde que lí seu texto tenho exercitado calar, ou transformar meu grito em canções.
Mas hoje, amiga, não tá dando:
começou me dar coceira e embrulhar meu estômago por conta de alguem querido por você.
Então, Bruna me dá licença:
Tape o ouvido pois estou gritando de raiva....
Pronto, passou.

Até breve, pois tô doidinha para voltar aqui e gritar o SUCESSO que está para chegar

Boa sorte,
lou

LEILA disse...

Adoroooooo o que vc escreveeeeeee

lourdes disse...

Todos os dias venho aqui para me deliciar com seus textos.
Fique sabendo que minha paciência se esgotou e já estou gritando:
BRUNA..... CADE VC .... VIM AQUI SÓ PRA TE LER.