2 de outubro de 2009

Definição

- O que você tem contra amizade?

Perguntou o curioso menino...

- Nada. Simplesmente não acredito nela.

Respondeu o adulto amargurado.

A criança parou e colocou a mão no queixo, como se não acreditasse na resposta que acabara de ouvir.

- Mas é claro que existe! – não desistiu o garoto.

- Depende da sua definição – continuou o mais velho – para mim, um amigo seria aquela pessoa que gostasse das mesmas coisas que eu, que sentasse nas escadarias de um lugar público, com um café escaldante nas mãos, e observasse o sol se por, sem muita pretenção.

Então o menino o puxou pele braço e exclamou:

- Então vamos logo pois o café ainda está quente e o sol se põe daqui a alguns minutos...

19 comentários:

Anônimo disse...

gostei do seu texto, Bruna a amizade tal como o amor tem razões que a prória razão desconhece, eu quando gosto de alguem em termos d amizade utilizo a palavra amor, com os meus amigos e amigas, digo que os amo, porque tive o privilégio de poder escolher quem eu quero que acompanhe a minha vida, as minhas alegrais, frustações, decepções, os meus sucessos, partilhar os meus medos, existe uma troca mútua de conhecmento, aprendizagens, porque não temos todos a mesma formação académica, alguns não a possuem e por isso não deixam de ser menos amigos, os laços que nos unem passam por partilha de coisas bem simples e que todos adormos disfrutar uns dos outros, a companhia, mesmo entre amigos temos afinidades mais com uns do que com outros, o importante é saber estar lá para ouvir, apoiar, opinar quando nos solocitado ou não e saber que poemos contar uns com os outros para o que der e vier.
venso a imagem do seu post fiquei com vaontade de fazer outra viagem neste caso escolheria um país rico em história, porque adoro e tenho o prazer de ter amigos que disfrutam do mesmo prazer que eu.
bjs Bruna, não a vale a pena reflectirmos muito sobre a amizade, porque a amizade surge de forma tão natural que por vezes não têm explicação,é estar sem ver o amigo fisicamente durante dois anos , ou sem manter contacto com ele, e qaundo o vir ter a sensação que não falamos ontem.
bjs da tua fã portuguesa

Ana Carolina disse...

Nossa, Bru.
Que lindo.
Realmente a amizade é uma das coisas mais preciosas em nossa vida. Poder dividir as alegrias e tristezas da vida com alguém que está sempre ao seu lado é uma benção. Poder ser você mesmo, o pacote completo, com qualidade, mas com defeitos também, e saber que mesmo assim, vai ser amado e compreendido é sublime. Não há nada no mundo que se equipare a isso. Isso é amor.
Felizes as pessoas que encontram na vida amigos verdadeiros e conseguem cltivar a plantinha da amizade,q ue tem que ser regada todos os dias...
Adoro tudo q vc escreve, Bru...
Beijos da sua conterrânea, Carol.

Anônimo disse...

um amigo é alguém que vc respeite e respeite vc mesmo que não gostem das mesmas coisas. Carinho, respeito e cuidado. Com isso, ver o sol, tomar café e tudo mais fica mais divertido.

Anônimo disse...

Bruna, Bruna... Ah, a amizade... Ah, o amor... sentimentos que são de diferentes formas malucos como só... Graças a eles temos tantas alegrias, graças a eles temos tantas tristezas... No fundo, acho que de tão fáceis que são, tornam-se tão difíceis... De tão evidentes se tornam tão enigmáticos... Mas o pior de tudo é que a medida dos seus encantos é a medida das suas teimosias... Porque raios temos que amar e nos preocupar com aquela amiga que nos feriu tanto?! Porque amamos aquela peste que é o oposto do príncipe encantado e nem vem num cavalo branco?! Sou uma eterna ‘invocada’ com esses sentimentos cuja essência é tão profunda quanto seu contraditório. Aproveitando para postar um texto que é do meu conterrâneo Paulo Sant’ana, mas que equivocadamente circula por aí como se fosse de Vinícius de Moraes. Foi publicado no Jornal Zero Hora sob o título de “Meus secretos amigos” e pertence ao seu livro “O Gênio Idiota”.

“Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.
Não percebem o que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade. E eu poderia suportar, embora não sem dor,
que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências...

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.

Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na
sagrada relação dos meus amigos. Mas é delicioso que eu saiba e sinta que
os adoro, embora não declare e não os procure. E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto de vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.

Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles. Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer...

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!”

Abraços carinhosos
Isabel

Ane disse...

BOM DIA !!!!!! BRUNA !!!!!!


Isabel, concordo com vc.


BJIMMMMMMM

juliana disse...

Nossa Bru,por isso que eu tenho a cada dia mais orgulho de ti...adorei o texto..Realmente a amizade é uma das coisas mais preciosas em nossa vida. Poder dividir as alegrias e tristezas da vida com alguém que está sempre ao seu lado é uma benção.Mais já fui magoada varias vezes por amigas..perdou mais tbm naum conto mais nada pra ela..agora minha melhor amiga eh minha mãe ela sim eu sei q posso confiar sempre..não e mesmo?e tbm tenho mais duas amigas q sei que posso confiar sempre..a Beatriz e mariana.. Bruna a amizade tal como o amor tem razões que a prória razão desconhece, eu quando gosto de alguem em termos d amizade utilizo a palavra amor, com os meus amigos e amigas, digo que os amo, porque tive o privilégio de poder escolher quem eu quero que acompanhe a minha vida, as minhas alegrais, frustações, decepções, os meus sucessos, partilhar os meus medos..
BRUNA TE AMO
BEIJOS
Juliana alves

Anônimo disse...

Adoro ler o que você escreve Bruna.
A amizade quando verdadeira e sincera é algo bacana de se curtir. Mas nos dias de hoje é muito difícil você realmente saber quando a amizade é verdadeira. Amizade é um sentimento que não devemos associar a nada é simplesmente amizade. Uma boa amizade te faz crescer, te ajudar sem segundas intenções, não te cobra nada, te desvia de caminhos tortuosos, a verdadeira amizade é livre de cobranças e imposições.
Por isso existe aquele velho ditado: O verdadeiro amigo pode ser contados apenas em uma das mãos.

Anônimo disse...

Adoro ler o que você escreve Bruna.
A amizade quando verdadeira e sincera é algo bacana de se curtir. Mas nos dias de hoje é muito difícil você realmente saber quando a amizade é verdadeira. Amizade é um sentimento que não devemos associar a nada é simplesmente amizade. Uma boa amizade te faz crescer, te ajudar sem segundas intenções, não te cobra nada, te desvia de caminhos tortuosos, a verdadeira amizade é livre de cobranças e imposições. A velha e boa amizade Bruna não desconhece o valor dos seus verdadeiros amigos, mesmo percebendo seus erros, jamais lhe vira as costas. Gosto do valor que você dá para amizade, mas pense que não depende só de você ou de nós e sim de quem queremos como amigos, mas também não esqueça que às vezes o que achamos que é amizade talvez não seja.
Por isso existe aquele velho ditado: Os verdadeiros amigos podem ser contados apenas em uma das mãos.

Graça disse...

Oi BRUNA!!!!

Amo o q vc escreve....e a verdadeira amizade é td....bjosss

Anônimo disse...

Bruna,

perfeito. Me emocionei. Prá mim amizade é isso, um sentimento sem interesses. É doação, é saber que o outro precisa daquilo naquele momento.

o que importa é ter saúde!!! disse...

Bruna...muito profundo isso amei.
amigo é aquele q esta do teu lado pra o q der e vier.
vc é maraaaaaaaa!!!
xerão no seu caração

Anônimo disse...

Bruna:

Gosto muito da maneira como escreve.
Trocar "figurinhas" com amigos é tudo de bom... sempre compreendendo, admirando, compartilhando, atribuindo ao outro as melhores qualidades adquiridas por intermédio desse contato... ah! mas não é mesmo.
Amigo é aquele que discorda de você, te faz enxergar pelo menos um palmo a frente do seu nariz, te faz chorar quando ditas algumas verdades, nem sempre te vê bonito e admirado... este é o amigo, o que tem a capacidade de sentar-se a calçada com uma xícara de café nas mãos e fitar o além, só para não olhar "olho no olho" e, quando tudo dito, entendido e esclarecido te dá a mão encara seu olhar e segue com um grande abraço...É esse... o grande e melhor amigo.
Você é uma daquelas que tem o dom de GRANDE AMIGA.

Beijos e boa sorte sempre.
Lourdes

Anônimo disse...

Desconfie do amigo que quer que você prove que merece a amizade dele.

simonepatch disse...

Para conseguir a amizade de uma pessoa digna é preciso desenvolvermos em nós mesmos as qualidades que naquela admiramos.

Sócrates.



Por isso acho que voce e Fran tem tudo para serem amigas para sempre.São sinceras,espontaneas,simples e preocupadas com o ser humano.


Beijos Bluuuuuu.

simone/poa

Bia e Ju disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bia disse...

Simplesmente perfeito o texto...Sem palavras para poder descrever o que senti quando eu li isso, certamente emocionante...Eu não tenho muitas coisas boas para contar sobre minhas amizades, muitas delas que eu acreditava que fossem reais, eram falsas e me machuquei muito com isso.Chega uma hora que o coração da gente não aguenta,mas é importante seguir em frente e ter certeza de que irá encontrar um amigo verdadeiro, mas sempre com muito cuidado.Tenho atualmente uma amiga maravilhosa e que posso confiar, que é Juliana...Minha mãe sem dúvida é a maior de todas as amigas, porque sei que ela me entende, que ela nunca vai me deixar sozinha.Digo a meus amigos que os amo Sim!!Porque amor eh essencial na nossa vida e aqueles que eu escolhi para caminharem junto comigo e viverem no meu coração pra sempre eu digo que amo...não me importa a idade, se é muito próximo ou não, se você ja viu ou não,pra mim o que importa é se essa pessoa te deixa feliz e te faz alegre, se sim acho que devo dizer que AMO sem medos ou vergonha, já que esse sentimento predomina no meu coração...
Eu te AMO Bruna, mesmo você estando ai meio longe de mim, mas é muito especial e digo que amo, com muito orgulho com muito amor!!
Milhões de beijos, da Biia Paredes

Anônimo disse...

Querida Bruna... enfrentando alguns probleminhas por ser escorpiana e estar próximo o niver!!... Voltei porque este espaço é só teu e eu gostaria de dizer que te vejo em tua individualidade, separada de outras 'imagens', e acho que te entendo muito bem... Também sou escopiana e noto que as outras pessoas têm dificuldade de entender o que se passa conosco... Não sei o que a nossa lógica tem de tão diferente da lógica dos demais... às vezes chego a lamentar que nosso signo não seja afeito a colocar chifre em cabeça de cavalo, como diz um dito gaudério, pois se penssássemos com essa mentalidade, creio que evitaríamos vários 'poréns'... Será que estou viajando? Vez passada a Ane concordou comigo, mas sei lá... Tem mais alguma escorpiana aí que queira se manifestar e filosofar um pouco??... Sou uma eterna curiosa sobre o porquê dessas coisas tão estapafúrdias...

Bruna, também adoraria ler alguma coisa sobre como tu te identificas (ou não) com o signo... e se tu reconheces o 'estilo' da escrita ou mesmo os nomes mais freqüentes de quem escreve aqui e no outro blog. Tenho a curiosodade de saber se isso é possível porque devem ser tantos posts...

Abraços carinhosos
Isabel

Margarut disse...

Se tenho "algo a dizer"?
Claro que sim!!!
Que o seu texto é lindo e que amizade é muito importante para o ser humano e você explorou o tema muito bem!
Beijos

Margarut disse...

Se tenho "algo a dizer"?
Claro que sim!!!
Adorei o texto e que sempre tiro uma lição deles!

Beijos