11 de março de 2010

Sem lágrimas para atrapalhar



Toma! Coloque meus olhos e enxergue dentro de minha alma.
Não tema! Não há o que esconder.
Olhe! Veja através de mim, por dentro, sem medo, sem espelho.
Reflita, tudo que passou por aqui...
o que foi, o que ficou e o que ainda está por vir.
Chore o que tiver que chorar, ria se precisar rir.
Acredite! Não tenha medo.
Se entregue, e observe, aproveite mesmo sem entender.
Faça não só por mim, mas por você.



3 comentários:

Margarut/ SP disse...

Estou adorando ser notívaga, pois leios seus textos "saindo do forno e quentinhos" rs
Escreve parabéns toda vez que comento pode parecer falta de imaginação, mas creio que a palavra encerra em si o sentido completo do que penso sobre os textos, ou seja, que são ótimos, então "Parabéns Poetisa Bruna"!

karen Sheila disse...

ai ai aiiiiii...

Fofura em Biscuit disse...

ownnnnnnnn...

Xonei...Lindooooooooo post!





Rafa =)!